Vício em viajar | 10 sinais de que você é viciado/a em viagens :)

As Anas desse blog já admitiram: são viciadas em viajar. E você, começa a se coçar quando passa um tempinho sem uma trip? Confira nesse post 10 sinais para saber se você é viciad@ como a gente, e não se preocupe se você tiver todos eles, porque esse vício é muito saudável!
*Por Anaéli

1. Todo o dinheiro que você guarda (ou boa parte dele) é para VIAJAR




Esse é o indício mais óbvio. Uma das principais razões pelas quais você trabalha e guarda dinheiro é poder financiar suas viagens, não importa o destino: praia, montanha ou cidade; destinos nacionais ou internacionais. Você repete com frequência “meu dinheiro é mais pras viagens mesmo”, e chega a adiar ou abdicar de bens que os outros priorizam (como carro próprio), porque para você as prioridades são as experiências e o aprendizado que você ganha nas viagens. Afinal, como diz o ditado, “viajar é a única coisa em que você gasta dinheiro e fica mais rico”.

  • Já viu nosso post com dicas de economia em viagens?

2. Os amigos te procuram para pedir dicas de viagem

Outro sinal típico. Se alguém na sua família está planejando uma viagem, eles logo te procuram pra saber se você já foi e que dicas pode dar. Os amigos não saem para a trip sem checar antes contigo se tem alguma recomendação. Você é uma referência no tema viagens para todos que te conhecem.

3. Mal acaba uma viagem e você já está planejando a próxima

Sintoma clássico também. Você pode até ser uma pessoa zen, apreciadora do momento presente, sem ansiedades. Mas com viagem é diferente. Mesmo se você acabou de fazer uma viagem maravilhosa, em que ficou semanas fora e conheceu inúmeros destinos, poucos dias depois (ou mesmo antes de acabar a trip) já está pensando nas próximas. Pra sempre ficar com aquela sensação feliz de respirar ares diferentes. E a ideia de ter que passar um ano sem viajar chega a causar pânico.

4. “Depressão” pós-viagem

“Queria que a viagem não tivesse acabado…”
  • Depois que você volta pra casa após uma viagem – especialmente viagens longas, especiais e pra lugares com fusos diferentes – leva alguns dias para a sua energia para as coisas da rotina voltar ao normal?
  • Você se sente um pouco entorpecido/a e estranho/a na própria casa?
  • Sente até uma certa irritação por voltar à “vida normal” e ao trabalho?

Sim, a gente ama nosso trabalho, nossa família, nosso lar, nossa vida cotidiana. Mas não tem como evitar a deprê pós-trip, afinal, pra quem ama viajar, um destino diferente traz uma euforia imensa, que não dá pra manter depois que mergulhamos novamente na rotina. E tudo bem! Na rotina só precisamos estar equilibrados, né? E o bom é que pouco tempo depois tudo volta ao normal.  🙂

5. As viagens dominam suas redes sociais

Você segue 938.240 perfis de dicas de viagens e de nômades pelo mundo. Marca os amigos viciados em posts com todos os destinos objeto-de-desejo pra motivá-los a encarar essa aventura com vocês. E é marcado por eles em todos os memes de viagens, pois seu vício já é conhecido de geral, né?

6. Tem uma coleção de qualquer coisa relacionada a viagens

Só não traga esses souvenirs de Amsterdam, pra não se encrencar no aeroporto 😆

No meu caso são fotografias, porque sou bem pouco consumista; tem gente que cola bandeirinhas na mochila; tem gente que contabiliza os vistos no passaporte; tem gente que coleciona destinos marcando eles em uma mapa ou mural; tem gente que sempre traz uma camiseta do destino, pra adicionar ao guarda-roupa. Mas boa parte viciados em viajar sofre mesmo é da “acumulação de souvenirs” hahahaha.

7. Não tem frescuras e dorme em qualquer lugar

Quem viaja muito e pra destinos variados sabe: a gente perde muitas frescuras e medos nessas experiências. Aprendemos a dormir, por exemplo, de diferentes maneiras: eu já dormi de barraca no meio da floresta a camas de resorts. Todo ‘viajante viajado’ já dormiu em quarto coletivo de hostel, sofá da casa de alguém, além, claro, das necessárias dormidas em aviões. ônibus, trens, barcos, caroças… hahaha. E se você for um dependente crítico, mermão ou mermã, você provavelmente dorme de boas em aeroportos e rodoviárias.

Outro exemplo é o medo de viajar sozinh@, que a gente perde logo que adquire o vício em viagens, porque se não tem companhia, a gente mete o pé é sozinho mesmo e ainda faz amizades nas viagens.

8. É @lok das milhas

Todo seu planejamento de gastos no cartão de crédito e com passagens é visando a acumular milhas que depois possam ser moeda de troca para alimentar seu vício 😉



9. É especialista em assuntos relacionados a viagens

Não é só para dicas dos destinos que os amigos te procuram. Você é considerad@ uma espécie de expert em assuntos como cotações de moedas estrangeiras e melhores casas de câmbio, processos para tirar vistos, imigração, o que levar na mala, como fazer mala em 15 minutos, etc. Seu celular é tomado por apps que ajudam nas viagens. Quando acaba a trip você não desinstala nada, porque logo virá a próxima. 😉

10. Tem amigos pelo mundo

Os viajantes tem uma energia magnética e se atraem, então você com certeza tem pessoas queridas espalhadas por aí, laços que foram construídos durante ou em razão de viagens, não é?

  • Sentiu falta de algum sintoma importante do vício em viajar? Comentaê 🙂

Deixe uma resposta