Sobre castelos e dragões: um dia em Cardiff, capital do País de Gales (bate-volta de Londres)

Uma terra marcada por castelos e lendas envolvendo reis e dragões. Não, geeks, esqueçam Game of Thrones, não estou falando de Westeros. 😆 Estou falando do País de Gales, um país pequeno do Reino Unido, mas cheio de atrativos e curiosidades. É possível visitar a capital Cardiff em um bate-volta a partir de Londres.
*Por Anaéli




Com raízes culturais celtas, o País de Gales (Wales) acumula lendas e histórias. Um fato conhecido é que Wales conseguiu resistir às tentativas de invasões dos anglo-saxões, devido à união de seu povo e ao seu terreno montanhoso. Segundo a mitologia, o dragão vermelho – um dos principais símbolos do país – protegeu as vilas galesas do dragão branco, seu rival da Inglaterra.

Esse é um dos encantos do País de Gales: não faltam mitos e aventuras medievais permeando sua história. Os famosos Rei Arthur e Mago Merlin, da lenda de Camelot, também são galeses, por exemplo.

Dragão vermelho, bandeira do País de Gales

Uma parte do charme de visitar a capital Cardiff foi sair de Londres, uma megalópole cosmopolita e vibrante, e chegar a uma cidade moderna, mas tranquila, com um quê de interior.

Caminhar pelas ruas, parques e baía de Cardiff é tão relaxante que às vezes esquecemos que estamos em uma capital. E o combo castelo+parque+compras+baía certamente vai te conquistar. Confere! Ah, em Wales se fala galês e inglês.

 

Cardiff, capital do País de Gales: como ir

A GWR é a empresa responsável pela rota ferroviária London-Cardiff. Os preços variam, portanto compre no site com o máximo de antecedência: www.gwr.com.

Pelos muros de Cardiff…

A saída de Londres é da estação de Paddington, que integra metrô e trem. É bem fácil chegar lá, diversas linhas de metrô passam pelo local.

Na estação, você precisará trocar seu voucher da internet pelo ticket do trem. Isso pode ser feito no quiosque da GWR ou nas máquinas de auto atendimento. Depois, é só ficar atento ao painel de partidas e chegadas. Cerca de 15 minutos antes da saída, a plataforma para o seu trem será informada.

Quando eu reservei o trem, pensei que as 2 horas e 10 minutos de viagem poderiam ser um problema. Não foram. A viagem é super agradável, e as paisagens do interior da Inglaterra vão revelando pequenas surpresas e belezas pelo caminho.

➡ Também é possível fazer o trajeto de avião e de ônibus, pela National Express – opção mais barata, mas mais demorada. Durante minha pesquisa, o trem foi o mais vantajoso na relação custo x duração do trajeto.

 

O que fazer em 1 dia em Cardiff

Outra vantagem do trem é que, ao descer na estação Cardiff Central, você já estará perto de uma série de atrativos da capital galesa. Agora é só começar a aproveitar! (Veja os pontos no mapa no fim do post).

  • Millenium Stadium

A 750 metros da estação de trem Cardiff Central, o Millenium Stadium, principal estádio do país, é palco de importantes jogos da paixão nacional: o rúgbi. Ele também recebe lutas, shows de artistas renomados – Red Hot Chili Peppers, U2 e Beyoncé são alguns exemplos -, gravações de séries como ‘Doctor Who’ e outros eventos esportivos e artísticos. Foi lá que aconteceu a final da Liga dos Campeões desta temporada de 2017, entre Real Madrid e Juventus.

Millenium Stadium visto do Bute Park

É o maior estádio do mundo com teto móvel. Vale a visita ao seu entorno: a caminhada pela Millenium Walk é de encher os olhos! De um lado, a superestrutura impressionante do estádio; do outro, a quietude do rio Taff e suas gaivotas indicando o caminho pro Bute Park.

  • Castelo de Cardiff 

O País de Gales tem a área aproximada de Sergipe (cerca de 21 mil km²) e a população de Salvador (3 milhões de pessoas). Nesse território relativamente pequeno, estão centenas de castelos. Algumas fontes falam em mais de 400, outras em mais de 600 castelos!  😯 Eu não achei a referência exata (se você sabe, #ajudaê nos comentários), mas o fato é que eles estão entre os principais atrativos de Wales.

Torre do Castelo de Cardiff

O Castelo de Cardiff (foto-destaque do post), no Bute Park, é um dos mais populares. Não é muito grande, mas sua arquitetura neogótica vitoriana chama a atenção pela beleza. É possível visitar diversos cômodos em seu interior com um audioguia que ajuda a entender a história do castelo e suas curiosidades. Em média, gasta-se 2 horas na visita.

 

.

Castelo de Cardiff
Aberto todos os dias (exceto período de Natal e Ano Novo).
Funcionamento: das 9h às 18h (última entrada às 17h)
Quanto: 12 libras (adulto). Valores menores para crianças, idosos, grupos, etc.

Bute Park

➡ Ah, no caminho para o castelo (que fica a cerca de 10 minutos do estádio) você encontrará algumas lojas de souvenirs. Além das lembrancinhas tradicionais, elas oferecem muitas miniaturas e esculturas de dragões e objetos inspirados em utensílios medievais. Os maiores e mais legais, óbvio, são mais caros, então se você gosta do tema prepara a carteira e a mochila pra levar umas novidades pra casa. 😉

  • Bute Park

    sonhando acordada – porque o parque é muito lindo s2

Saindo do Castelo de Cardiff, é obrigatório aproveitar o Bute Park. =p Ao atravessar o portão do parque, a imersão na natureza é imediata. Siga pela margem do rio, passeie pelos diversos jardins floridos e explore as pontes e cafés.

Uma dica é comprar um meal-deal (refeição pronta) em um mercado nas proximidades do Castelo e fazer o local, com um belo piquenique no parque. Se for perto de meio-dia, então, o que você mais vai ver são pessoas almoçando na grama, do entorno do castelo de Cardiff aos jardins do Bute Park.

Você também verá locais com bebidas alcoólicas em seus piqueniques, mas esteja ciente que lá não é permitido beber na rua. 

  • Queen Street, Cardiff Market, St Mary Street

Bem próximo ao parque e castelo de Cardiff, a cerca de 5 minutos de caminhada, fica uma região comercial que inclui o Cardiff Market e ruas adjacentes com shoppings, bancos, lojas de grife e departamento, farmácias, etc.

Explore a área! Na nossa visita, começamos com uma caminhada pela Queen Street e suas lojas, depois fomos ao Cardiff Market. Se você foi nos mercados londrinos provavelmente não vai se impressionar muito com o oferecido pelo mercado da capital galesa. Mas a arquitetura do prédio é bem bacana, em estilo vitoriano com teto de vidro – e visitar mercados é sempre uma boa oportunidade de viver um pouquinho do cotidiano local, não é?  😉

Prédio da biblioteca

Do mercado, passeamos por mais algumas ruas do entorno – incluindo a agradável The Hayes, onde visualizamos o bonito prédio da Biblioteca Central – até chegar à St Mary Street. Uma rua de postes adornados com a bandeira do País de Gales, com seu famoso dragão vermelho, e com arranjos de flores, onde você encontrará, entre outras coisas, pubs e lanchonetes.

St Mary Street
  • Cardiff Bay

A sugestão daí é pegar um uber ou táxi pra Cardiff Bay, a Baía de Cardiff, pois são cerca de 3 km de distância. O trajeto dura cerca de 10 minutos e nossa corrida de táxi deu menos de 10 libras.

Panorâmica da Cardiff Bay

Você pode descer próximo ao Wales Millenium Center e a uma concentração de restaurantes. O belíssimo Wales Millenium Center é um importante centro de artes e espetáculos de Cardiff. Se for passar mais tempo na cidade, vale conferir a programação em www.wmc.org.uk.

Em sua caminhada, um prédio com vibrantes tijolos vermelhos, com um relógio em sua torre, vai chamar sua atenção: é o Pierhead, uma construção histórica de arquitetura gótica. A edificação funcionou como sede de controle dos portos e hoje abriga exposições sobre a baía e sua importância. A entrada é gratuita.

Curiosidade: o relógio da torre do Pierhead é conhecido como baby Big Ben. 🙂

Seguindo o passeio pela orla, esculturas, artistas de rua e mirantes irão surgir em seu caminho. Após andar uns 15 minutos, você visualizará o Doctor Who Experience, programa imperdível para os amantes da clássica série de ficção científica da BBC. Lá o visitante é inserido no ambiente da série, com atrações como a TARDIS, acessórios, personagens e locações da série. O ingresso adulto é 14 libras. Outros valores e informações estão no site da atração.

hahaha Quéissu? Mais amor, Cardiff!

Para finalizar seu dia, recomendo fortemente um jantar à beira da baía – a la high society de Cardif haha. Eu comi um badejo com legumes no The Dock Bar e Kitchen. O peixe estava gostoso, mas o atendimento deixou a desejar, tudo demorava muuuito. Minha conta deu cerca de 21 libras (prato + 2 taças de vinho). As amigas pediram uma promo de hamburguer, que vinha com cerveja free.

Nosso trem partiria após as 21h, mas chegamos com antecedência à estação. Então seguimos para uma área com barzinhos, animada, que fica ali por perto, para o último drink do dia. Quer aproveitar também? Basta andar 3 minutinhos pra St Mary com a Mill Lane e escolher seu bar preferido (veja o mapa a seguir). Só não vai perder a hora e o trem, hein?!

Mapa Vicio Viajar em Cardiff

Esse roteiro foi realizado com tranquilidade em 1 dia. Se você costuma demorar em lojas, mercados e museus, avalie a possibilidade de pernoitar na cidade.

Quer mais Reino Unido? Veja o roteiro de Londres.




Deixe uma resposta