Londres (parte 6): a Camden Town dos mercados, de Amy Winehouse e dos lugares musicais

Em Camden Town, passamos pelos mercados e pelo pub preferido da diva Amy Winehouse. Confira mais esse post sobre o roteiro Vício Viajar em Londres!
*Por Anaéli

Escolhemos um sábado para ir da Abbey Road (veja o post) a Camden Town. Seguimos pra Camden à tarde e, após bater perna pelos mercados, aproveitamos a noite por lá.

Camden é bastante conhecido por seus mercados alternativos e por ser o bairro onde Amy Winehouse morava e circulava. Um dos eixos da contracultura nos anos 60, a região não é mais um reduto alternativo: embora essas tribos ainda estejam presentes, Camden hoje se apresenta mais como um centro comercial hype, frequentado por turistas e londrinos de diferentes perfis. Um lugar que retrata bem o lado cosmopolita e diverso da capital inglesa – e recebe nada menos que 28 milhões de visitantes por ano.  😯




A estação de metrô mais próxima é a Camden Town. (Se você está no Regent’s Park, saindo da área próxima ao Zôo, são cerca de 15 minutos de caminhada – uma das formas bacanas de fazer esse trajeto é seguir pelo Regent’s Canal).

Camden já foi uma região industrial que tinha o gin como seu principal produto. Hoje ela abriga milhares de lojinhas com roupas de estilistas locais, artigos alternativos,  produções artísticas (pinturas, esculturas, diversas formas de artesanato), móveis e acessórios vintage, discos e outros produtos ligados à música, e claro, souvenirs. Lá também é fácil encontrar estúdios de tattoo, piercing, design e oficinas diversas. E para cerveja, drinks e aquele rango, não faltam restaurantes, pubs, cafés e clubs.

Camden Market

ruelas repletas de lojinhas em um dos cantos do Camden Market

Camden Market concentra grande parte do comércio e gastronomia da região. Encontramos muitos brasileiros trabalhando por lá. Nesse mercado também fica a estátua de Amy Winehouse. É um lugar para explorar, comprar, comer e se divertir. Não perca a hora: as lojas do mercado fecham às 19h.

Os horários de visitação podem mudar e o mercado oferece diferentes eventos, não deixe de conferir o site antes de sua viagem: www.camdenmarket.com. O incêndio recentemente noticiado atingiu algumas lojas, mas o mercado continua funcionando normalmente.

➡ Camden é uma área com pedintes, em geral, mais suja que os demais pontos frequentados por turistas em Londres. Como em todas regiões de muito movimento, tenha atenção ao que acontece ao seu redor. Opções para comer não faltam e a comida é (um pouco) mais barata que em outras regiões, mas sempre vale atentar para a higiene do local escolhido.

The Hawleys Arms

Perto do Camden Market fica o The Hawleys Arms, conhecido como o pub preferido de Amy Winehouse. A cantora era vista com frequência no local e chegava a servir clientes.

recados de fãs de Amy no banheiro

O pub é decorado com referências a nomes notórios da música, mas não espere por grandes homenagens diretas a Amy. De forma respeitosa, a staff não usa a imagem dela para se promover – acho digno. Mas os fãs deixam seus recados no banheiro da casa.

O The Hawleys foi o único pub em que o segurança pediu para mostrarmos o conteúdo das bolsas antes de entrar. Ele fez isso com todos os que entravam, então não se assuste se isso acontecer com você.

Roundhouse e The Dublin Castle

Duas casas em Camden vão chamar a atenção dos pop-rockers: a Roundhouse já recebeu apresentações de nomes como Pink Floyd, Paul McCartney, Mick Jagger, The Who, Jimi Hendrix, Eric Clapton, The Clash, The Sex Pistols e Blondie. Foi lá também que Amy Winehouse fez sua última aparição no palco, pouco antes de sua morte.

Já o The Dublin Castle – além de ser outro pub bastante frequentado por Amy – é um lugar icônico para o rock britânico. Algumas bandas que tocaram lá em início de carreira: Blur, Coldplay, The Killers e The Arctic Monkeys.



Caminhando por Camden você vai descobrir muitos outros pubs, cafés com jazz, restaurantes-balada, casas de show. Explore e divirta-se!

Mapa

Deixe uma resposta