Checklist de viagem internacional: organize-se para ir ao exterior!

Confira um checklist de viagem internacional completíssimo para você se organizar e não esquecer nada importante.
*Por Anaéli 

Quando pesquisamos por “checklist de viagem internacional”, a maior parte dos resultados do Dr. Google mostra o que levar na mala, documentos pra viagem, etc. Mas planejar uma viagem internacional vai muito além da bagagem e documentos.

Dos cuidados na imigração à reserva das atrações, das vacinas necessárias à foto da mala e cópia dos documentos antes de embarcar, são muitos passos e às vezes a gente deixa passar algo no meio do caminho. Então é sempre bom ter uma ajudinha pra conferir se está tudo correndo bem e se não estamos esquecendo algo.

Esse é daqueles checklists completinhos, pra pessoas quase neuróticas cautelosas como eu e que gostam de ter segurança pra relaxar bastante em suas trips. 😉

O checklist




Logo que a ideia da viagem começar a tomar forma em seus pensamentos, você já pode ir planejando com bastante antecedência algumas questões:

  • Pesquise sobre as melhores épocas para ir à região desejada. Fatores como tempo, preços e temporada de festas podem influenciar na sua escolha.
  • Inicie a pesquisa de passagens e hospedagem para o período desejado. Na pesquisa de hospedagem, não vá apenas pelo preço – uma localização com fácil acesso às principais atrações e segurança é mais importante.
  • Informe-se sobre quais documentos são aceitos para a entrada no país, e sob que condições. Se for apenas a carteira de identidade, por exemplo, confira se ela está no prazo correto. Confira a validade e estado do seu passaporte e, se necessário, renove o documento (caso não tenha, providencie). Se você possuir duas nacionalidades, certifique-se que os dois passaportes estão em dia.
  • Cheque se é necessário visto para o seu destino, quais os passos e documentos que precisará para tirar esse visto, e já comece a providenciá-los. É importante que o visto seja prioridade, pois enquanto não estiver com ele, a viagem não está garantida.
  • Menores, se vão viajar com apenas um dos pais, ou com outro responsável, ou ainda sob os cuidados de uma companhia aérea ou marítima, precisam, além dos outros documentos, da autorização de Viagem de Menor para o Exterior, formulário pelo qual seus pais autorização a viagem. Esse formulário só é dispensável se o menor viajar com ambos os pais. Para saber como tirar, busque informações nos sites de Consulados, Conselho Nacional de Justiça, Polícia Federal, etc.
  • Também é legal começar a pesquisar bem antes os valores das moedas locais e onde trocá-las, pois você pode ir comprando ao longo do tempo e aproveitando possíveis oscilações de preço para economizar.

Ok, passagem comprada, viagem confirmada! Vamos aos próximos passos do checklist.

Não esquece do doc no checklist!

SAÚDE E SEGUROS

  • Pesquise sobre as vacinas e certificados de saúde exigidos no(s) destino(s). Tome as vacinas com antecedência e se necessário leve seu cartão de vacinação à Anvisa para expedição do certificado internacional de vacinação.
  • Adquira um seguro viagem. Pesquise e opte por um seguro reconhecido no(s) seu(s) país(es) de destino e com boa cobertura para despesas médicas, odontológicas e hospitalares, extravio de bagagem, perda de documentos, regresso, entre outras garantias.
  • Falando em saúde, se você não fez seu checkup médico anual, esse é um bom momento. Se você tem problemas de saúde crônicos – como problemas de pressão, enxaquecas, alergias, dores nas costas ou articulares, etc. – é recomendável conversar com seu médico e pegar novas receitas para os medicamentos que utiliza. Se você for fazer uma viagem a um ambiente hostil, com ar rarefeito, climas muito frios ou quentes, etc., é bom pegar dicas com o doc também.

DINHEIRO E CARTÕES

  • Pesquise as opções de pagamento que você poderá usar no seu destino e prepare-se. Para escolher se vale a pena gastar mais no cartão de crédito, comprar moeda local ou até adquirir um cartão pré-pago, observe fatores como taxas e impostos em cada modalidade e a segurança. Andar com todo o dinheiro no bolso pode não ser boa ideia. Eu costumo optar por um mix dessas opções, por segurança.
  • Avise seu banco e a operadora de seu cartão de crédito que você estará em viagem, assim você evita bloqueios inesperados em seus cartões.
  • Pesquise como  e onde você poderá sacar dinheiro em seu destino, se necessário.
  • Faça uma planilha de gastos. Anote as despesas com visto, documentos, passagem e hospedagem e as despesas estimadas com atrações, alimentação e compras no local. Isso ajudará a manter controle do orçamento da viagem e definir os valores a serem levados sem grandes surpresas.

CELULAR E INTERNET

  • Pense em como você vai usar o celular e a internet no seu destino. É bom definir, por exemplo, se você vai adquirir um chip pré-pago – e pesquisar onde e como conseguí-lo. Se for pegar um chip local, é bom levar aquela pecinha que abre o compartimento dos sim cards do seu celular. Outra opção é ativar o Roaming Internacional de sua operadora, mas pode sair bem mais caro.

IMIGRAÇÃO

  • Informe-se sobre possíveis exigências da imigração e procedimentos no aeroporto de chegada. Algumas imigrações são mais rigorosas do que outras.
  • Prepare a papelada que você pode ter que apresentar na imigração: como valores que garantam sua estadia e volta (isso pode incluir apresentar extratos bancários recentes, fatura do cartão de crédito, extrato do cartão pré-pago, valores mínimos em moeda local – que variam entre os países); reservas de vôos e transportes entre cidades; comprovantes de hospedagem – voucher do hotel, carta-convite do anfitrião se for ficar na casa de alguém, etc.; certificado do seguro-viagem; comprovantes de rendimento (informes de imposto de renda, contracheques); comprovantes de trabalho e residência no Brasil; receitas médicas de remédios que esteja portando, entre outros.

DIRIGINDO FORA

  • Vai rolar road-trip? Pesquise se é necessária a Permissão Internacional para Dirigir (PID) ou se basta a sua habilitação brasileira. Se precisar da PID, tome as providências para emitir o documento no Detran de seu estado.

    Chrysler que aluguei na California, em um dos mirantes da Highway 1. Veja os posts sobre o assunto!
  • Se vai dirigir no seu destino, é fundamental ficar por dentro também das regras de trânsito locais e de como realizar coisas rotineiras como abastecer o carro e regras de estacionamento. Assim, se você for aos Estados Unidos, por exemplo, saberá assumir o papel de frentista e não vai se enrolar na hora de lidar com o parquímetro.
  • Confira também o que é necessário para alugar um carro – e já deixe reservado com antecedência, se possível.

PREPARATIVOS E ROTINA




  • A depender do período de sua viagem, avalie como vão ficar questões da sua rotina:  quem vai cuidar dos seus animais de estimação e plantas; como ficarão as contas que chegarão nesse período; se vai ser necessário desmarcar algum serviço usual; se vai ser necessário trancar algum curso ou a academia; ter os cuidados de desligar as tomadas e o gás; etc.
  • Se vai ficar meses viajando, para estudar ou uma volta ao mundo (#invejinha), é preciso um planejamento maior. Uma das medidas é deixar alguém de confiança responsável por te representar em todas as situações necessárias. Para isso, obtenha um modelo de procuração, assine e reconheça firma em cartório.

PRÉ-VIAJANDO: ROTEIRO E RESERVAS

  • Aí vem a parte em que eu começo a me divertir: montar o roteiro! É uma pré-viagem, você começa a ir experimentando o lugar e se empolgando com as possibilidades…. Se você não é de roteiro, como você consegue? ok, tem minha admiração – mas é bom pelo menos anotar algumas coisinhas que você quer ver no seu destino, porque isso poupa tempo e acaba fazendo com que você aproveite mais. Não se limite às atrações turísticas. Converse com amigos que já foram, pesquise na internet e busque no seu destino os seus interesses específicos.
  • Informe-se sobre preços, horários e outros requisitos das atrações que quer visitar. Por exemplo, se vai a um templo, qual o tipo de roupa permitida; se vai a uma área selvagem, que itens de segurança precisa levar; etc.
  • Nessa parte de roteiro, eu costumo anotar também detalhes como rotas e meios de transporte.
  • Vai viajar entre cidades ou realizar bate-volta? Não esqueça de reservar vôos, trens e ônibus necessários aos trechos internos.
  • Você pode também querer pesquisar sobre como funciona o sistema de transporte na cidade de destino – funcionamento do metrô, como alugar bikes, pegar ônibus, etc.
  • Faça as reservas de museus, parques, shows, restaurantes que forem possíveis. Pesquise se são oferecidos passes para diversas atrações turísticas – esses passes costumam poupar filas e permitir a visita a um combo de atrações com descontos.
  • Se a viagem incluir destinos naturais e selvagens, trilhas e acampamentos, além de levar os equipamentos necessários, informe-se sobre as regras locais relativas ao meio ambiente e procedimentos de segurança e no eventual contato com espécies selvagens.
  • Verifique a agenda de eventos locais no período de sua estadia. Já pensou se sua banda favorita for tocar lá e você não encontrar mais ingressos? Então confira o calendário de shows, eventos esportivos, feiras… Você pode contar com a ajuda de portais como o TimeOut e aplicativos como o Songkick.

APPS

  • Ah, sim, os aplicativos! Sempre pesquiso os apps que podem me ajudar no destino -apps de sistema de transporte, de recomendações de locais, de programação cultural, de aluguel de bikes, tradutores, etc. Deixe tudo já instaladinho.

HÁBITOS LOCAIS E LÍNGUA

  • Costumo fazer uma pesquisa sobre “gafes” locais – para evitar fazer coisas mal-educadas no meu destino, porque sou uma lady 😀 . Se você vai fazer uma viagem para países com a cultura muito diferente da nossa, é especialmente importante pesquisar os costumes locais – você pode ter problemas até pela roupa que vai usar.
  • Mesmo que você não fale a língua, estude algumas expressões de saudação e viagem no idioma local. Isso pode te ajudar em situações como embarcar no aeroporto ou pedir uma refeição, além de ser simpático 🙂 Também vale levar um pequeno dicionário ou ter um app com as principais expressões.
  • Outro aspecto que costumo pesquisar é sobre segurança. Já presenciei golpes contra turistas em restaurantes de Madrid, táxis de Buenos Aires, no metrô de Paris… Então é sempre bom pesquisar os tipos de golpes e crimes mais frequentes nas regiões que você vai visitar, e aqueles direcionados a turistas – não é para criar paranoias, apenas para ter mais informação e saber como reagir se, por acaso, alguém te abordar.
  • Pesquise sobre a comida. Cada um tem sua dieta e sua resistência, e em alguns lugares a comida é bem diferente da nossa. Quem não tolera pimenta e vai pra Tailândia, por exemplo, vai ter que encontrar o Mac Donalds alternativas. Além disso, em alguns lugares o horário das refeições é diferente do nosso e não se encontram restaurantes abertos o tempo inteiro. É bom se preparar pra curtir a trip bem alimentado(a).
  • Não esqueça de verificar a voltagem e o modelo de tomada utilizado no seu destino. Se necessário leve adaptadores.
  • Não é meu estilo de viagem, mas se você viaja pra comprar, já deixe seu roteiro de compras organizado com antecedência. Pesquise detalhes como os dias que pode encontrar descontos ou que as lojas estão mais vazias e você terá mais tranquilidade.

CHECKLIST DE VIAGEM INTERNACIONAL – ÚLTIMOS PREPARATIVOS

  • Alguns dias antes da viagem, confirme a reserva da sua hospedagem. Acontece, por exemplo, de haver problemas nos sistemas de hotéis e as reservas “sumirem”. Essa confirmação é importante.
  • Continue acompanhando a previsão do tempo em seu destino nos dias anteriores à viagem.
  • Reveja as diferenças de fuso no seu destino.
  • Confira se sua bagagem possui todos os itens necessários para sua estadia. Lembre-se de organizar a sua mala de acordo com o clima e atividades (uma mochila para trilha em Macchu Picchu é bem diferente de uma mala para um fim de ano romântico em Paris, néaam??). É bom fazer isso com uma certa antecedência pra dar tempo de comprar possíveis itens faltantes. Se você está inseguro(a), dá uma pesquisada no Pai Google por checklists de mala de viagem, de acordo com seu destino, tipo de viagem e estação do ano – também tem apps bem bacanas para isso. 
  • Tire uma foto de sua mala, fechada e aberta. Caso haja uma perda, isso ajuda na localização e identificação.
  • Coloque etiqueta de identificação em sua mala.
  • Se sua mala for de um modelo e cor comum, coloque algum acessório ou fita para diferenciá-la e facilitar a identificação visual na esteira.
  • Registre em locais de fácil acesso – em um caderninho na bolsa de mão e no celular, por exemplo – todos os telefones que podem ser úteis no caso de algum imprevisto. Isso inclui: os números do seguro-viagem; atendimento internacional do seu banco e cartão de crédito; consulados, embaixadas, delegacias de atendimento ao turista; telefone da hospedagem e de amigos que porventura morem no destino; etc.
  • Cheque se seus eletrônicos estão prontos: por exemplo, carregue sua câmera fotográfica, confira se o cartão tem espaço, etc.
  • Cheque se os itens de higiene pessoal e conforto necessários ao seu vôo estão em sua bagagem de mão (casaco, necessaire, remédios, etc.).
  • Se possível, leve algumas peças de roupas extras na bagagem de mão. Dessa forma, se houver algum problema com a mala, terá uma ou duas mudas de roupa para uso emergencial.

DOCUMENTOS E VOO

  • Deixe segura e com fácil acesso toda a documentação que precisará apresentar nos aeroportos, inclusive as reservas e extratos que podem ser pedidos na imigração.
  • Tire cópias dos documentos importantes (passaporte, visto, seguro viagem) e mantenha em diferentes lugares, por exemplo, com seu(sua) parceiro(a) de viagem, em outra bolsa, num porta-dólar, na nuvem, etc. No caso do passaporte, é recomendável uma cópia autenticada.
  • Também é bom ter uma cópia ou foto da frente de seus cartões, para facilitar o atendimento em caso de perda ou roubo.
  • Cheque se todos os documentos necessários para eventualmente dar entrada no seu seguro viagem estão incluídos.
  • Se usa remédios continuamente, deixe-os com você acompanhados da receita médica.
  • Já ouvi recomendações de levar as notas fiscais dos eletrônicos (notebook, celular, câmera fotográfica) por segurança e para evitar taxações “por engano”. Devo confessar que, apesar de manter em meu checklist, não costumo fazer isso. Mas a depender do destino, vale o cuidado sim.
  • Sempre vale dar uma última conferida no horário do vôo na véspera. Chegue com pelo menos 2 horas de antecedência no aeroporto.  E certifique-se de que sua bagagem de mão e a ser despachada está em acordo com as regras da aviação internacional e das companhias áereas.
  • Vista uma roupa discreta e confortável, alimente-se bem, evite bebidas alcoólicas antes e durante o vôo.
  • Preciso dizer para guardar com muito cuidado todos os documentos necessários à viagem? Não preciso, mas já disse. Guarde também seus comprovantes de check-in, despacho de bagagem e afins.
  • Guarde e não perca o documento de imigração entregue no avião, mantenha-o até o fim da viagem quando você deve devolvê-lo.

E você? Tem seu próprio checklist de viagem internacional? Compartilhe suas dicas nos comentários.

Deixe uma resposta